top of page
  • tapajosvivostm

Movimento Tapajós Vivo implanta sistema de energia solar na sede do CITA em Santarém

A entidade atende e representa as populações indígenas de 13 etnias do baixo Tapajós na luta em defesa do território



Na última semana de maio, os militantes do Movimento Tapajós Vivo (MTV), que são responsáveis pela execução do Projeto Tapajós Solar, entregaram oficialmente o sistema de energia fotovoltaico da sede administrativa do Conselho Indígena Tapajós Arapiuns (CITA), que fica localizado na Ocupação Vista Alegre do  Juá, município de Santarém, oeste do Pará.


O CITA surgiu a partir de movimentos sociais, entre os anos de 1999 e 2000, e desde então busca os direitos por políticas públicas e a defesa do território dos povos indígenas do baixo Tapajós


Ediney Arapiun, coordenador do CITA, destaca a importância da implantação do sistema de energia solar na sede da entidade.

“Diante de tantas lutas que a gente tem contra todo e qualquer empreendimento que possa afetar o meio ambiente e as vidas futuras dos nossos filhos e netos, como barragens, hidrelétricas, então esse projeto a gente recebe com muito carinho por saber que é uma energia sustentável, que usa a energia que vem do sol. Com certeza é um projeto que é bem vindo.”

O CITA é representante político de 71 aldeias, 19 territórios e 13 povos que se reconhecem como indígenas. dentro do baixo Tapajós nos municípios de Aveiro, Belterra e Santarém, sendo eles: Borari, Munduruku, Tupinambá, Tapuia, Arapiun, Kumaruara, Tapajó, Maytapu, Arara Vermelha, Apiaká, Kara Preta, Tupayú e Jaraki.


O Projeto Tapajós Solar é organizado pelo Movimento Tapajós Vivo em parceria com o Fórum Mudanças Climáticas e Justiça Socioambiental, com apoio da Cáritas Brasileira e Misereor. 

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page